terça-feira, 20 de setembro de 2011

PORTA MATERIAL DE PATCHWORK




Elaborei uma maneira bonita para deixar o material de patchwork


todo junto à disposição para a confecção da técnica


e quando não estamos usando,


ele fica enfeitando qualquer parede.




Começei colocando o material mais usado em cima da placa de corte.


Réguas, tesoura, porta alfinetes, cortador rotativo, tesourinha, desmanchador de pontos, livro porta agulhas e um lugarzinho para colocar fotos e anotações.


Gostei do resultado.












domingo, 18 de setembro de 2011

RETALHOS DE VIDA Nº 08











Muitas novidades estavam no ar...


idéias de novos projetos... Natal se anunciando...


desafios de crazy e bordados aceitos...


Fotos do Festival de Gramado foram vistas...


idéias de revistas e livros trocadas... novas sementes lançadas...


finalizações de projetos grandes alcançados...


família solicitando que as quilteiras façam mais jogos americanos e por ai afora...


ou seja... as mulheres estão a todo o vapor...


e ficam entusiasmadas a cada novo encontro...


não podia faltar... algumas comidinhas e um chá para acompanhar

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

PREMIAÇÃO NO 14º FESTIVAL DE QUILT E PATCHWORK DE GRAMADO - LIBÉLULAS CONVERGENTES
























Este ano, no 14º Festival de Quilt e Patchwork de Gramado



a proposta de exposição foi na Categoria de Painel Inovativo



onde fui premiada com o 2ºlugar .


terça-feira, 6 de setembro de 2011

JARDIM DAS SENSAÇÕES - VISÃO DA ARTISTA

Junto com a sinopse que segue abaixo a qual também foi escrita em braile, ficaram à disposição dos visitantes para melhor apreciação do projeto.





Detalhes de partes do projeto ...





São mais de 20 quadrados quiltados um diferente do outro...











Jardim das Sensações




Conheci Curitiba numa aventura de motocicleta. Foram 1600 quilômetros pilotando minha moto com o vento e a chuva como companheiros, fazendo curvas e sentido o cheiro da relva molhada. A cidade me encantou... mas a surpresa foi o Jardim das Sensações. Aquele espaço com elementos preparados para o 'toque' do visitante, o som da cachoeira e o passear entre as vegetações. Preferi percorrer o jardim de olhos vendados. Estava curiosa sobre minha reação a essa nova experiência. Foram momentos deliciosos e de grande intensidade.




As lembranças marcantes ficaram não só em meus 'sentidos', mas também em meu coração.





Com o mesmo enfoque utilizado no jardim onde não é preciso ver para perceber a beleza da vida, elaborei este projeto que pudesse transmitir o que senti durante aqueles momentos.




Este projeto existe igualmente a possibilidade de vendar os olhos e experimentar as texturas e sentir as 'alma' do trabalho executado. As pedras lisas trazem a sensação da água da cahoeira, os quilts com formatos diversos lembram as formas, ranhuras e asperezas tão fiversificadas nas plantas encontradas naquele caminho e a levesa das flores lembram os manacás, típicos da serra e muito apreciados no passeio da Serra da Graciosa.




No projeto assim como no jardim existe um guia por onde somos estimulados a passear e ao encontrar um elemento saliente, é o momento de sentir novas sensações criadas pela artista através da arte do patchwork.




Espero que as estimulações sensoriais: visuais, táteis e sinestésicas provoquem emoções diferentes, mas que sejam agradáveis e marcantes em suas vidas. É uma proposta de uma nova percepção na arte do patchwork.




Outro enfoque é a difusão da arte, para aqueles que mnuito melhor do que nós, vem com o coração.




A percepção proporcionada vai muito além da estética visual.




Bom Passeio!







No Blog http://quiltcuritiba.blogspot.com/2011/09/resultado-concurso-retalhos-de-curitiba.html tem o resultado do concurso, de onde retirei a foto. Visite e veja os outros trabalhos expostos.