domingo, 29 de abril de 2007

FILHOS






Filhos

" ... Sempre que me perguntaram sobre ter ou não ter filhos,


nunca digo o que devem fazer -


disse Morrie olhando uma fotografia do filho mais velho.
- Só digo que não existe emoção comparável à de ter filhos.
Nada substitui essa experiência.
Não se pode experimentá-la com um amigo.
Não se pode experimentá-la com uma amante.
Quem quiser experimentar a
emoção de assumir responsabilidade total por outro ser humano,
e aprender a amar e se dedicar no grau mais alto
precisa ter filhos..."
(Mitch Albom - A ùltima Grande Lição)

Eu não trocaria essa experiência por nada.
Este é o meu filho.

quarta-feira, 25 de abril de 2007

ARTESÃO - CARTEIRA








Carteira de Artesão






Para comercialização dos produtos o artesão deve solicitar a Carteira de Artesão. Para obtê-la deverá passar por um teste acompanhado por um funcionário da FGTAS, no qual precisa comprovar conhecimento na técnica e na matéria-prima às quais deseja habilitar-se. O produto confeccionado durante o teste, acompanhado de três outros exemplares de produtos trazido pelo aspirante a artesão são avaliados pela Comissão de Análise, Classificação e Registro do Artesanato do Rio Grande do Sul, constituída por representantes de órgãos afins do artesanato que observará os seguintes critérios: a) análise do conhecimento da matéria-prima e sua aplicação; b) capacitação e domínio técnico; c) estética; d) acabamento da peça. Depois de aprovado o Artesão recebe a Carteira de Identidade de Artesão do Programa Gaúcho do Artesanato.

PROGRAMA GAÚCHO DO ARTESANATO



O Programa Gaúcho do Artesanato

O Programa Gaúcho do Artesanato tem por objetivo promover a formação profissional, através de oficinas de artesanato, aprimorando a qualidade do produto artesanal e criando espaços para a comercialização em mostras, exposições e feiras. Também realiza o cadastramento do artesão gaúcho, fornecendo-lhe a Carteira de Artesão, que lhe concede todos os benefícios do Programa Gaúcho do Artesanato, como: reconhecimento como profissional autônomo; condições de obter declaração de renda fornecida pelo PGA; possibilidade de contribuir para a Previdência Social; emitir notas fiscais das suas vendas com a isenção do ICMS. A Carteira de Artesão é o documento de identidade profissional do Artesão Gaúcho. Nela consta o número do código de registro do seu cadastramento no Programa Gaúcho do Artesanato e a matéria-prima a qual se habilitou.

terça-feira, 24 de abril de 2007

PIPOCAS DA VIDA







PIPOCAS DA VIDA
Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira.São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento cujas causas ignoramos.Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também. Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer.Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela.A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM!E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado. Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem.A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira.Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria para ninguém.
(Desconheço a autoria)
Foi numa situação muito dificil em minha vida que: BUM! Descobri o patchwork. Fazendo estes trabalhos fico mais tranquila e feliz. Hoje agradeço, pela prova de 'fogo' por que passei.


domingo, 22 de abril de 2007

AVALIAÇÃO - CRITÉRIOS






Critérios de Avaliação:
APARÊNCIA GERAL:
Quilt limpo (sem manchas, linhas soltas, marcas, etc);
Quilt plano (linhas retas e sem distorções);
EFEITO VISUAL DO TAMPO:
Escolha do motivo;
Cores e valores;
Escolha de tecidos;
Equilíbrio entre os componentes (proporção dos blocos, barras, arranjo).
EFEITO VISUAL DO QUILTING:
Harmonia entre o quilting e o tampo;
Quantidade e motivo do quilting;
Cor da linha do quilting.
QUALIDADE DA CONFECÇÃO:
TAMPO: de acordo com a técnica desenvolvida e o grau de dificuldade (encaixes, cantos, encontros, curvas e etc, preservados e bem feitos de acordo com os desenhos propostos); pontos com tensão adequada, firmes e uniformes; cor da linha correspondendo aos tecidos; margens de costura homogêneas e sem sombreamento; barras alinhadas e retas.
QUILTING (frente e verso): padrão dos pontos, firmeza e regularidade; tensão da linha frente e verso; ausência de riscos ou marcas de quilting; ausência de nós no avesso.
ACABAMENTO: tamanho apropriado; preenchimento adequado; canto com ângulos retos; avesso do acabamento com pontos firmes, uniformes e linha da cor apropriada.

quinta-feira, 19 de abril de 2007

Amor

São as quatro questões de valor na vida:

O que é sagrado?

De que é feito o espírito?

Por que vale a pena viver?

Por que vale a pena morrer?

A resposta é a mesma:

AMOR

(Don Juan de Marco)

quarta-feira, 18 de abril de 2007

ORIGEM DO QUILT E PATCHWORK





Origem do Quilt e Patchwork

O patchwork e quilt é um trabalho manual muito antigo. Desde a época do antigo Egito, os faraós usavam vestimentas de patchwork e quilt, o que ficou registrado em desenhos no interior das pirâmides.
Na Europa, durante a idade média, roupas de quilts eram feitas de sobras de tecidos para serem usadas como proteção embaixo das armaduras de ferro. Naquela época também eram feitas colchas com o fim de proteger contra o rigoroso inverno europeu, sua utilização tinha então como objetivos primários a proteção, abrigo e vestuário, sendo que se espalhou por diversos países como Inglaterra, Alemanha, França e Itália.
Os primeiros colonizadores dos Estados Unidos, que fugiam da Inglaterra devido à perseguição religiosa, trouxeram esta arte para o Novo Mundo, nesta época as mulheres só tinha permissão para sair de casa para ir à Igreja ou para as reuniões de quilteiras (quilting bees). Nas reuniões elas faziam colchas, roupas e cortinas de retalhos e sobras de roupas, ou mesmo de roupas velhas, porque não tinham dinheiro nem onde comprar tecidos. Em vez de costurar os retalhos de qualquer jeito as quilteiras pioneiras planejavam e costuravam formando padrões muito artísticos.
Com a invenção da máquina de costura em 1846, o patchwork e quilt passaram a ser feito tanto à máquina quanto à mão. Após a segunda guerra mundial, com a explosão industrial, esta arte foi um pouco esquecida com a euforia da industrialização. Porém, nos anos 70, houve um ressurgimento do patchwork e quilt, sendo que então a indústria passou a produzir estampas e cores especiais para patchwork e quilt o que tornou infinita a palheta de cores e estampas tornando tecidos em uma espécie de tintas e os quilts em verdadeiras obras de arte. Por isso hoje em dia o patchwork e quilt é considerado mais que um artesanato, é considerado também uma arte.
Existem hoje nos Estados Unidos, museus e galerias de arte especializadas no Patchwork e Quilt. No Brasil com a imigração européia de italianos, alemães e posteriormente ingleses e americanos, o patchwork passou a ser mais conhecido, porém pela complexidade e pela dificuldade de realização da técnica, existem poucos artistas dedicados a esta técnica.

O QUE É PATCHWORK E QUILT








O que é Patchwork e Quilt

Patchwork e quilt é uma técnica artística de trabalho manual que consiste na confecção de colchas, mantas de sofá, almofadas, toalhas, painéis de parede, e pequenas utilidades para o lar e até mesmo roupas, onde seu utiliza da emenda de figuras geométricas de tecido costuradas, originariamente feitos de retalhos, formando desenhos e padrões. As peças são compostas de três camadas: o tampo que possui o desenho, o enchimento e o forro costurados sobrepostos por pespontos que são chamados quilt.



A técnica exige profundo conhecimento, precisão e capricho, o que valoriza muito os trabalhos, em razão de serem verdadeiramente únicos e artesanais, empregando na maioria das vezes, tecidos e materiais importados, obtendo-se com isso um produto final de qualidade e beleza, totalmente artesanal. Uma verdadeira obra artística, que envolve um complexo processo de elaboração, demandando horas de trabalho realizado manualmente pelo artista. São peças únicas, que embelezam qualquer ambiente, combinando desde o estilo mais fashion, ao mais clássico, passando pelo country e pelo informal.

MINHA ARTE



Esta é a minha Arte.